Home

A importância da automação na cadeia de suprimentos da indústria farmacêutica

A eficiência do sistema de produção dentro das empresas farmacêuticas é um aspecto fundamental para garantir uma distribuição rápida e pontual dos produtos. Os medicamentos devem ser fabricados com segurança e, principalmente, devem ser rastreáveis, de modo a garantir o cumprimento das normas e tempos de resposta rápidos aos pedidos e encomendas feitos.

Os armazéns automáticos desenvolvidos pela Cassioli são estratégicos para garantir não apenas a alta produtividade das empresas farmacêuticas graças ao correto armazenamento das matérias-primas, mas também a rastreabilidade completa dessas últimas e dos próprios medicamentos.

O uso de sistemas automatizados para o manuseio e armazenamento de mercadorias delicadas, como produtos farmacêuticos, sem dúvida exige sistemas com alto nível de eficiência e grande atenção ao cumprimento dos padrões de qualidade e segurança.

O setor farmacêutico também exige um forte controle sobre os materiais que entram e saem, que às vezes exigem condições especiais, tais como baixas temperaturas. Um armazém automático para o setor farmacêutico pode, por exemplo, precisar de dispositivos específicos de controle de temperatura, pois os produtos precisam ser mantidos dentro de faixas precisas a fim de preservar sua qualidade e, portanto, sua eficácia em termos absolutos.

Além dos armazéns automatizados, o uso de robôs colaborativos é essencial na indústria farmacêutica. Estes robôs permitem acelerar consideravelmente os processos de produção em espaços pequenos e com inúmeras funções. De fato, os robôs e os robôs colaborativos podem ser utilizados não apenas na linha de produção, mas também para embalar mercadorias, preparar pedidos e preparar remessas para os clientes finais.

O robô colaborativo realiza tarefas repetitivas com pouco valor agregado: suave em seus movimentos, manipula embalagens de medicamentos preparando os pedidos enviados por farmácias; além disso, não necessita de muito espaço de manobra e pode operar com segurança em espaços confinados. Portanto, o robô garante uma redução nos custos do produto e uma padronização da qualidade do trabalho, assim como uma extrema facilidade de instalação.

Com a chegada da Covid e a acentuação da emergência sanitária, as empresas farmacêuticas sentiram cada vez mais a forte necessidade de reagir prontamente à demanda dos hospitais e farmácias: graças à automação foi possível manter uma alta produtividade mesmo em ambientes onde a força de trabalho tinha sido necessariamente reduzida. De fato, graças à automação industrial, as plantas foram capazes de trabalhar 24 horas por dia, 7 dias por semana e de forma autônoma, sem nunca parar.

Também no campo da automação industrial, os sistemas de picking tornaram possível executar melhor o atendimento de pedidos em uma situação de demanda crescente, às vezes duplicando o trabalho realizado no período pré-pandêmico.

As empresas farmacêuticas conseguiram assim assegurar a continuidade no fornecimento de equipamentos de proteção individual e medicamentos de primeira importância, sem perder de vista os objetivos de eficiência e preservação da saúde dos operadores.

Cassioli, uma empresa líder no setor de automação, há muitos anos atua como fornecedor oficial das mais importantes empresas farmacêuticas italianas e internacionais: um exemplo disso são as numerosas colaborações com empresas do calibre da IBSA, Estar e Novartis.

A Cassioli oferece a seus clientes sistemas automáticos personalizados para cada tipo de exigência, desde o armazenamento de matérias-primas e medicamentos – tanto em temperaturas ambientes como abaixo de zero – até sistemas automáticos de movimentação e envio para linhas de produção, até a embalagem e preparação de pedidos, fornecendo máquinas de última geração capazes de garantir rapidez, precisão e segurança em todas as fases do processo de produção.

AENA, entidade responsável pelos aeroportos espanhóis e pela navegação aérea, depois dos Aeroportos de Madrid, Santiago e Sevilha, volta a escolher a Cassioli como parceira para as operações de controle da bagagem de mão através do inovador Fast2Check Cassioli que, além de garantir elevados padrões de segurança, será capaz de otimizar o espaço e acelerar o fluxo de passageiros, melhorando significativamente a experiência de viagem dos passageiros, com praticidade e ergonomia para a equipe de inspeção.

Os sistemas Fast2Check Cassioli, de gestão automática das bandejas nos portões de inspeção e seu retorno (ATRS), farão parte do plano de renovação do Terminal 2 do Aeroporto de Barcelona e serão instalados na nova área dedicada às partidas. No total, serão instaladas 25 novas linhas Fast2Check com comprimentos de até 24 metros. As 25 linhas serão divididas em 18 Fast2Check Advanced e 7 Fast2Check Easy e todas já estarão preparadas para a instalação da nova geração de aparelhos de raios-X tomográficos de categoria C3.

A instalação do novo Fast2Check irá garantir importantes vantagens do ponto de vista da segurança graças à inovadora linha de triagem de bagagens suspeitas, que permitirá a seleção de bagagens rejeitadas, ou seja, em desacordo com as normas de segurança, de forma rápida e totalmente automática, e o transporte automático da mesma em uma seção da linha destinada a verificações mais detalhadas ou à reconciliação com o passageiro.

O design inovador das linhas utiliza materiais de elevada tecnologia que, graças à capacidade de fotocatálise, conferem-lhe propriedades antibacterianas e até antivirais, permitindo obter certificações de higiene (os testes efetuados também comprovaram a capacidade de eliminação de coronavírus como o Covid 19).

 

A Ajinomoto é uma multinacional japonesa fabricante de alimentos e referência em aminoácidos, fundada em 1909 em Tóquio que produz: condimentos, óleos de cozinha, alimentos e produtos farmacêuticos.

Com o objetivo de otimizar a produção dos temperos SAZÓN®, marca líder em vendas da categoria, a Ajinomoto recorreu à Cassioli para a realização de um sistema automático, dedicado à paletização das caixas de produtos provenientes das 9 linhas diferentes de produção, com necessidade de paletização de cada uma dessas 9 linhas em seus respectivos paletes. A planta de Limeira foi aquela envolvida nesta automatização, uma das quatro plantas industriais da empresa, localizada no estado de São Paulo, Brasil.

Os espaços reduzidos e a necessidade de uma solução que coexistisse com o operador humano levaram a Cassioli a desenvolver um sistema baseado em robôs colaborativos capaz de automatizar e agilizar os processos mais repetitivos.

Através desta modalidade foi possível aumentar a área de trabalho do robô mantendo os requisitos de segurança necessários para a coexistência homem-máquina.

O sistema foi estudado sob todos os pontos de vista (mecânico e software) colocando em prática as teorias da indústria 4.0 e da interação homem-máquina (Human-Machine Interaction, HMI).

Com a intervenção da Cassioli, a Ajinomoto conseguiu um aumento de produtividade de 70% na sua fábrica, aproveitando o espaço disponível e uma redução significativa do risco de acidentes operacionais.

 

 

A Cassioli instalou um novo sistema automático de armazenamento de produtos acabados em paletes

A Cassioli criou um novo armazém automático para a SACI, um dos principais players do setor de detergentes domésticos e profissionais com atuação internacional. Desde 1925, a empresa da Úmbria (Itália) possui um sistema integrado de produção que vai desde a coleta e refino das gorduras, passando pelos processos químicos de saponificação, até a venda. Atualmente é fornecedora de alguns gigantes distribuidores e 30% do faturamento vem da exportação para os principais países europeus.

A SACI escolheu a Cassioli para a construção de um armazém automático para armazenamento de produtos acabados acondicionados em paletes. O cliente tinha a necessidade de um sistema integrado que permitisse a pré-organização dos paletes à serem despachados na área de expedição.

O armazém, portanto, teve que ser dividido em 3 partes independentes, cada uma das quais operada por um transelevador, garantindo assim maior flexibilidade e funcionamento contínuo mesmo em caso de paralisação parcial.

Foi também solicitado à Cassioli que a área térrea do armazém existente fosse reorganizada e integrada ao novo armazém automático.

A Cassioli, levando em consideração as necessidades do cliente, projetou um sistema de armazenamento automático composto por 3 transelevadores ICRANE, com pallet shuttle ISAT embarcado para armazenamento em várias profundidades. Graças a esta configuração, as 3 áreas do armazém automático são independentes e funcionam de forma a garantir o funcionamento contínuo do sistema em caso de avarias parciais ou de manutenção preventiva.

Juntamente com o sistema de armazenamento, a Cassioli projetou e forneceu linhas de manuseio compostas por transportadores automatizados de rolos e correntes para a entrada e saída de mercadorias do armazém.

Além disso, a solução da Cassioli conta na alimentação dos paletes com um duplo sistema de controle, capaz de verificar o tipo de palete e ler o código de barras. Este sistema também é capaz de identificar paletes Düsseldorf e garantir que paletes de serviço (Europallet) sejam inseridos sob estes quando da entrada no armazém.

Foi também satisfeita a necessidade de interligar o novo armazém automático ao armazém existente, este com capacidade de cerca de 6.000 posições palete. Tudo isso foi conseguido integrando o software de gerenciamento Cassioli WMS ao usado pelo cliente.

A solução implementada pela Cassioli permitiu à SACI aumentar a capacidade de armazenamento, aproveitando ao máximo a superfície disponível, e ter dois tipos de armazéns interligados por software.

Também deve ser mencionado que o novo sistema automático permitiu agilizar o processo produtivo e reduzir significativamente o risco de acidentes operacionais graças à utilização de máquinas totalmente automáticas.

Em uma era histórica em que o e-commerce está assumindo as vendas diretas no varejo e na qual a demanda está cada vez mais “just in time”, o gerenciamento de estoque e a capacidade de responder prontamente às necessidades do cliente tornam-se estratégicas para determinar o sucesso ou o fracasso de uma empresa.

Precisamente nesta conjuntura, ter um armazém com elevada eficiência tecnológica capaz de gerir melhor não só os fluxos de entrada e saída de mercadorias, mas também e sobretudo os estoques, torna-se aquele “plus” indispensável para ser competitivo no mercado atual.

Os armazéns automáticos disponibilizados pela Cassioli permitem conciliar precisão e rapidez das operações num único sistema: graças à vantajosa integração entre os transelevadores e os armazéns que se desenvolvem verticalmente, é possível desfrutar da máxima eficiência da gestão do espaço e do sistema de movimentação rápido e preciso. É possível não apenas reduzir as falhas e o risco de danos físicos aos produtos, mas também reduzir significativamente o tempo necessário para estocar e preparar os pedidos.

A Cassioli oferece aos clientes diferentes tipos de armazéns com dupla ou múltipla profundidade, armazéns miniload para cargas leves, armazéns com transelevador para paletes e euro paletes, armazéns de pneus e pneus verdes, e armazéns especiais para cargas despadronizadas, como painéis de madeira para setor moveleiro.

Comparados com os armazéns clássicos em que a intervenção manual e a gestão de pessoas são essenciais, os armazéns automáticos atingem níveis mais elevados de confiabilidade graças à total rastreabilidade dos produtos e ao controle total sobre cada fase dos fluxos físicos e virtuais que caracteriza a logística interna e externa.

Também é importante destacar que o software fornecido pela Cassioli completa o sistema e permite uma gestão avançada do armazém: o armazém automático, de fato, está integrado com todas as outras funções da empresa, como os sistemas de separação automática, a criação de um inventário em tempo real e controle de inventário contínuo.

Além disso, como já mencionado, os armazéns de dupla profundidade ou mesmo multi-profundidades, graças aos trabalhos realizados pelos “pallets shutles” e transelevadores, permitem um uso intensivo de superfícies e volumes, permitindo o armazenamento de grandes quantidades de mercadorias mesmo em espaços relativamente pequenos.

Outro elemento a ser levado em consideração é, sem dúvida, a economia de recursos, tanto do ponto de vista econômico como de recursos humanos. Quando falamos em armazéns automáticos, na verdade, também nos referimos a todos aqueles ambientes de trabalho que, graças às máquinas que realizam o trabalho de forma automática e muitas vezes à distância, não necessitam de iluminação ou aquecimento no interior dos edifícios destinados ao armazenamento. Isso, ainda mais, ocorre em ambientes particulares, como no setor Alimentar e Farmacêutico, onde muitas vezes é necessário utilizar armazéns frigoríficos que mantêm a temperatura dentro deles inalterada e constante. Além de maior segurança para os produtos, a automação das operações de entrada e saída representa maior segurança para os próprios trabalhadores, que se encontrariam trabalhando em condições potencialmente arriscadas para sua saúde ou proibitivas.

Além disso, a produtividade e a precisão das operações do armazém interno aumentam consideravelmente, pois as máquinas podem operar em longos turnos, mesmo durante as férias e sem interrupções noturnas: os chamados “tempos mortos” são assim zerados e as operações de armazenamento, manuseio e preparação de pedidos são significativamente reduzidas.

Portanto, podemos dizer que investir em um armazém automatizado traz inúmeros benefícios para as empresas modernas, incluindo:

  • Aproveitamento máximo das superfícies disponíveis
  • Maior organização e eficiência produtiva
  • Redução significativa nos custos operacionais da empresa
  • Redução de pessoal e uso destes em operações mais qualificadas
  • Maior controle sobre os fluxos de entrada/saída de mercadorias e monitoramento de estoque
  • Redução de falhas
  • Maior flexibilidade
  • Estoque em tempo real
  • Operação 24 horas por dia, 7 dias por semana, mesmo em ambientes adversos (como exemplo os armazéns refrigerados)

 

O Grupo Cassioli deseja a todos um Feliz Natal!
Que lhe traga alegria, felicidade e tudo o que você deseja!

Um sistema automático inovador para o manuseio e armazenamento de matérias-primas foi instalado na unidade de produção em Empoli

Foi a Cassioli quem cuidou da automatização do novo armazém automático da Sammontana, uma das mais importantes empresas alimentares italianas, especializada na produção de sorvetes e croissants congelados.

A empresa italiana, fundada em Empoli em 1946, aonde ainda tem sede, detém 20% do mercado italiano de sorvetes industriais e cerca de 40% do mercado de croissants congelados.

Para a sua sede, a Sammontana recorreu à Cassioli para a construção de um armazém automático de matérias-primas em uma nova área de construção em forma de losango. O verdadeiro desafio da nossa empresa foi conceber um armazém automático capaz de aproveitar ao máximo o espaço disponível, dificultado pela particularidade da superfície disponível.

Graças ao know-how adquirido e ao investimento em pesquisa de tecnologias cada vez mais avançadas, sustentáveis ​​e modulares, ao longo dos anos a Cassioli tornou-se de fato uma das empresas líderes em automação industrial para o setor de Alimentos e Bebidas, com soluções customizadas para armazenagem e a manipulação de produtos acabados e semi-acabados na indústria de alimentos, capazes de se adaptarem perfeitamente a qualquer tipo de ambiente. Após uma análise atenta das necessidades de Sammontana, a Cassioli desenhou um sistema de armazenamento composto por 4 transelevadores de dupla profundidade e 1 transelevador especial ICRANE com palete shuttle ISAT, que permitiu aproveitar ao máximo o espaço útil graças à armazenagem de paletes em multi-profundidade.

sammontana-automated-warehouse-cassioli

Além do armazém automático, a Cassioli desenvolveu um eficiente sistema de movimentação composto por esteiras automáticas, carros RGVs e elevadores especiais que permitem a movimentação dos paletes nos diferentes níveis do armazém. Os RGVs, que se movem em circuito fechado, têm uma dupla função: por um lado permitem alimentar o armazém, na entrada, e por outro lado, retirar o palete deste, na saída.

A Cassioli não forneceu apenas os sistemas de automação e armazenamento, forneceu também à Sammontana um inovador sistema de combate a incêndios que é alimentado através da reserva de água em depósito relativo, composto de: um sistema de aspersão com rede de hidrantes interna e externa, estação elevatória e sistemas de detecção de fumaça, de acordo com a regulamentação em vigor.

A parceria com a Cassioli permitiu assim à Sammontana aumentar em 100% a capacidade de armazenamento, graças ao aproveitamento integral da nova área disponível, além de agilizar o processo produtivo e reduzir significativamente o risco de acidentes operacionais com a utilização de sistemas automatizados que funcionam com total autonomia. Também é importante enfatizar que todos os sistemas instalados atendem plenamente os pré-requisitos da “Indústria 4.0” (controle via PLC; interligação aos sistemas de TI da fábrica; integração com o sistema logístico da fábrica; interface homem-máquina simples e intuitiva; atendimento aos mais recentes padrões em termos de segurança, manutenção, serviço e gestão remota).

 

2020 © Cassioli Srl – Località Guardavalle 63, Torrita di Siena (Siena) 53049 ITALY – Tel. +39 0577 684511 – Fax +39 0577 686084 Cap. Soc. € 2.800.000,00 i.v. C.F., P. IVA e Iscr. Registro Imprese n. 00053160529 – P. IVA Int.le IT 00053160529